Banner
Banner

Após o discurso no Senado nesta segunda (06/07/2009), o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) defendeu, mais uma vez, seu projeto de lei que obriga filhos de autoridades, que tenham mandato eletivo, a estudarem em escola pública.

O projeto está pronto para ser votado na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e foi criticado pelo presidente do colegiado, Demóstenes Torres (DEM-GO), que o julga inconstitucional.

"O argumento da inconstitucionalidade é porque dizem que é livre você colocar o filho na escola que quiser. Você é livre de não ser parlamentar, ninguém neste país é obrigado a ser candidato. Mas quando os candidatos se elegem passam a ter uma série de obrigações, como ficar dando entrevistas a vocês. Talvez eu tivesse outras coisas melhores que gostasse de fazer", afirmou o senador pedetista.

Buarque defendeu, ainda, que o projeto de lei apenas cria mais uma obrigação parlamentar entre várias outras que já existem. "Isso não é novidade minha. Ainda há pouco quase demitem uma ministra na Inglaterra porque descobriram que ela tinha um filho em escola privada", disse.

Site do projeto;
http://www.senado.gov.br/sf/atividade/Materia/detalhes.asp?p_cod_mate=82166

Site do Senador;
http://www.cristovam.org.br/portal2/

Fonte: http://aprendiz.uol.com.br

 
As inscrições para o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), se iniciaram.

O que muito se ouve é que agora, o ENEM está diferente, pois agora ele servirá como processo seletivo para ingresso nas universidades e nos institutos federais. A prova está mais abrangente, com questões mais próximas da realidade dos estudantes.

O novo exame também ajudará a melhorar a qualidade do ensino médio.

A nova proposta tem como principais objetivos democratizar as oportunidades de acesso às vagas federais de ensino superior, possibilitar a mobilidade acadêmica e induzir a reestruturação dos currículos do ensino médio.

Leia mais...

 

A avaliação foi feita por uma comissão criada pela Secretaria de Estado da Educação e revisou 817 títulos 

Cinco livros do Programa Ler e Escrever foram considerados inadequados pelo governo do Estado de São Paulo para as salas de aula do ensino fundamental. A avaliação foi feita por uma comissão criada pela Secretaria de Estado da Educação para revisar os 817 títulos que compunham a lista de livros que serão utilizados em atividades de apoio nas salas de aula.

 A lista divulgada pela secretaria não faz referência ao primeiro livro apontado como inadequado à faixa etária a que se dirigia, o "Dez na Área, Um na Banheira e Ninguém no Gol", indicado para a 3ª série e que contém palavrões, frases de duplo sentido, expressões sexuais. Contudo, a lista inclui o segundo livro cujo conteúdo foi questionado na quinta-feira, 28, "Poesia do Dia - Poetas de Hoje para Leitores de Agora".

Leia mais...

 

Inscrições referentes ao segundo semestre serão feitas em duas etapas.
Prazo para a primeira etapa é até 5 de junho.

Os estudantes interessados em participar do Programa Universidades para Todos (ProUni) podem começar a se inscrever nesta quarta-feira (27) a partir das 9h.

De acordo com a Portaria nº 5, publicada na edição de terça-feira passada (26) do Diário Oficial da União, as inscrições referentes ao segundo semestre de 2009 serão feitas em duas etapas, exclusivamente pela internet, no portal do MEC.

Leia mais...

 
Mais Artigos...

Parceiro - Blog da Luiza
Banner
Parceiro - P. Fernandes
Banner
Pensamentos
Eu chorava por não ter sapatos até que um dia encontrei um homem que não tinha pés. Desconhecido